Seguidores

quarta-feira, 2 de março de 2011

Vamos continuar esta estória?

Ela estava ali sozinha, tinha um encontro marcado e se propôs a ver toda a verdade.
Com a sensibilidade a flor da pele, já podia ver todo o passado com nitidez sem medos.
Pressentia os acontecimentos que a levariam a tomar uma decisão bem séria e definitiva,
Não poderia continuar a fingir que estava tudo bem. A porta se abriu, ele sem dizer uma palavra sentou-se a sua frente e ficou a olhá-la, analisando-a dos pés à cabeça.
-Situação incomoda, pensava ela, mas já sabia que seria assim, esta era sua arma desconcertá-la...
Passaram-se assim alguns minutos naquele silêncio até que...    

2 comentários:

  1. Ele resolveu falar e acabar com o joguinho do "não vou falar nada", e foi bem agressivo,
    o que serviu para que ela tomasse coragem e jogasse o jarro cheio de água na direção dele que assustado...
    Natalia

    ResponderExcluir
  2. Apesar de não ser nem verso nem tela uma estoria pode ser um verdadeiro poema, mas não sei escrever estorias, sou muito bom em matemática, riri... mas escrever! Nem de longe sou capaz.
    beijinhos
    Alex Luis

    ResponderExcluir